Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Três antes dos Trinta

22
Jan19

How long? Forever

Ana Sousa Amorim

Às vezes (não muitas que não sou muito delicodoce, nem aqui nem no dia-a-dia) olho para os meus filhos e penso como são irremediavelmente a melhor coisa da minha vida, a coisa melhor que já fiz. Nada, absolutamente nada que fizer daqui para a frente será tão bom como os meus três. São o meu melhor trabalho e não me terminam, mas quando a melancolia ataca é impossível não pensar que devia poder encapsular este tempo em que a vida não nos incomoda, em que as preocupações se eles vão ser ou não boas pessoas não nos assolam, em que o medo de eles serem bullied ou bullies não entra e em que eles são só perfeitos e eu completo-me só assim sem me lembrar da vida que sou para lá deles.  Esta capacidade de apreciar o que tenho é o melhor que eles me deram: eu, eterna insatisfeita, corredora de sonhos e desapaziguadora de planos perenes, às vezes só quero dizer "não mexe, está perfeito, vamos ficar assim para sempre".

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub