Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Três antes dos Trinta

10
Dez17

A insustentável leveza dos meus bebés

Ana Sousa Amorim

Os gémeos fazem hoje uma semana. Continuam nos cuidados intensivos.

Eu tive alta a meio da semana. Fiz o mesmo caminho de saída da maternidade que fiz quando o Gonçalo nasceu, andei com a mesma dificuldade de pós-cesariana e com as mesmas saudades de casa, mas sem os meus filhos. Senti-me roubada, é duro.

Sinto-me culpada de não estar lá sempre, mas sei que em casa tenho o Gonçalo e descanso melhor. Os dias são passados a ir lá, estar com eles, brincar com o Gonçalo e extrair leite.

Os meninos estão bem, evoluem a olhos vistos. Mas ainda não sabem comer e são muito pequenos. É difícil adaptar-nos às novas dimensões de bebés, mas ao mesmo tempo decorre tudo com naturalidade, adoro pegar-lhes.

A UCIN, embora só tenha gente bonita, não é um sítio bonito.

Todos os dias contamos gramas, andamos para trás e para a frente, com calma, sem esperanças de datas.

Mas estamos animados e apaixonados. Todas as minhas dúvidas se dissiparam no momento em que nasceram: não é possível gostar mais de um filho que outro, sou mãe de três, tenho um meu coração fora do corpo espalhado por três pares de mãos pequeninas.

 

 

6 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub